Tite

Tite0002

No interior da capela do quartel de Tite.
(foto gentilmente cedida por Nicolau da Silva Esteves, ex-1º cabo radiot., BC 1860, CC 797(Companhia dos Camelos) – Tite, S.João, Nhacra, 65/67)
Foto enviada pelo filho Amancio Esteves.

Tite0001

Vista geral do quartel.
(foto gentilmente cedida por Nicolau da Silva Esteves, ex-1º cabo radiot., BC 1860, CC 797(Companhia dos Camelos) – Tite, S.João, Nhacra, 65/67)
Foto enviada pelo filho Amancio Esteves.

Bolanhas de Tite a caminho de Enchudé.
(foto gentilmente cedida por José da Câmara, ex-Fur Mil da CCAÇ 3327 e Pel Caç Nat 56, Guiné, 1971/73)

Bandeira nacional hasteada no interior do quartel. Também de notar o monumento na frente do edifício do Comando.
(foto gentilmente cedida por José da Câmara, ex-Fur Mil da CCAÇ 3327 e Pel Caç Nat 56, Guiné, 1971/73)

O monumento aos “Mortos e desaparecidos em combate”, CC1420 e CC1423 – 65/67
(foto gentilmente cedida por José da Câmara, ex-Fur Mil da CCAÇ 3327 e Pel Caç Nat 56, Guiné, 1971/73)

O outro lado do monumento aos “Mortos e desaparecidos em combate”.
(foto gentilmente cedida por José da Câmara, ex-Fur Mil da CCAÇ 3327 e Pel Caç Nat 56, Guiné, 1971/73)

Monumento de requintada beleza e bom gosto.
(foto gentilmente cedida por José da Câmara, ex-Fur Mil da CCAÇ 3327 e Pel Caç Nat 56, Guiné, 1971/73)

A porta de armas vista do largo exterior.
Foto gentilmente enviada por: Augusto Inácio Ferreira, Op. Cripto, BCav 2867/CCav 2482 – Boinas Negras, 69/71.

Vista das casernas e bandeira.
Foto gentilmente enviada por: Augusto Inácio Ferreira, Op. Cripto, BCav 2867/CCav 2482 – Boinas Negras, 69/71.

A capela.
Foto gentilmente enviada por: Augusto Inácio Ferreira, Op. Cripto, BCav 2867/CCav 2482 – Boinas Negras, 69/71.

O Mural da Porta de Armas por detrás deste grupo.
Foto gentilmente enviada por: Augusto Inácio Ferreira, Op. Cripto, BCav 2867/CCav 2482 – Boinas Negras, 69/71.

tite12_entrada

A porta de armas vista do alto da antena. Em primeiro plano o topo do mural decorativo.
(foto cortesia de Raul Pica Sinos; origem em http://bart1914.blogspot.com/)

O fontanário com o emblema, de Tite só resta a última letra.

A porta de armas com o Muro Artístico, onde se lê: “Mais do que permitia a força humana”, com desenhos moldados e construídos em ferro, separados 5 cm da parede. À esquerda está a Lanterna pormenorizada na próxima foto.
Este Muro também servia para defesa de fogo directo pois por detrás está a haste da bandeira.

A Lanterna é uma granada de alta potência de morteiro 81, despoletada e esvaziada do trotil.
Por baixo lê-se: “Aqueles que por obras valorosas…”
Foto gentilmente enviada por: Santos Oliveira, Srg. Milº A. Pes./Ranger.

A porta de armas vista de dentro para fora.
Foto gentilmente enviada por: Santos Oliveira, Srg. Milº A. Pes./Ranger.

O fontanário, em Set65, ainda com as letras todas, por altura da CC797.
Foto gentilmente enviada por: Santos Oliveira, Srg. Milº A. Pes./Ranger.

Os pavilhões junto à Parada (Out65).
Foto gentilmente enviada por: Santos Oliveira, Srg. Milº A. Pes./Ranger, Pel. Indep. de Morteiros 912

Local coberto para escola, cinema e capela.
Foto gentilmente enviada por: Santos Oliveira, Srg. Milº A. Pes./Ranger, Pel. Indep. de Morteiros 912

Quartel visto do exterior.
Foto gentilmente enviada por: Santos Oliveira, Srg. Milº A. Pes./Ranger, Pel. Indep. de Morteiros 912

Pavilhão da secretaria vista do exterior.
Foto gentilmente enviada por: Santos Oliveira, Srg. Milº A. Pes./Ranger, Pel. Indep. de Morteiros 912

Rua frente ao quartel.
Foto gentilmente enviada por: Santos Oliveira, Srg. Milº A. Pes./Ranger, Pel. Indep. de Morteiros 912

A bandeira junto à porta de armas e a messe de sargentos em frente (até 64).
Foto gentilmente enviada por: Santos Oliveira, Srg. Milº A. Pes./Ranger, Pel. Indep. de Morteiros 912

Novo Posto Administrativo.
(foto gentilmente cedida por: Santos Oliveira, ex-2.º Sarg Mil Armas Pesadas Inf do Pel Mort 912, Como, Cufar  e Tite, 1964/66)

Mastro da Bandeira e Cavalo de Frisa no enfiamento da Porta de Armas onde se vê um pequeno abrigo [muito frágil] para o Posto de Guarda. Esta era a visão desde a protecção de bidões que enquadrava o CTM, Refeitório e Cozinha das Praças.
(foto gentilmente cedida por: Santos Oliveira, ex-2.º Sarg Mil Armas Pesadas Inf do Pel Mort 912, Como, Cufar  e Tite, 1964/66)

39 Respostas to “Tite”

  1. Santos Oliveira Says:

    Como se renovam as recordações destas duas fotos. Da primeira, já existente do anterior, encontrei-a um pouco mais simples, ainda com os BCaç.’s 237 e 599. A segunda, toca-me muito fundo, porque fui participante, conjuntamente com o Camarada Furriel Soares, na concepção, criação e construção.
    A Lanterna é uma Granada de alta potência, dum dos meus Morteiros 81. Fui eu próprio que a despoletou, lhe retirou o miolo de explosivo (trotil), enfim, a preparou para ser no que se tornou na altura: Ser fonte de Luz.
    Vou remeter-te as fotos da Porta de Armas do antes (BCaç.’s 237 e 599) e do depois, já com o B.Caç.1860 assim como do Fontanário pela mesma data.
    Fico feliz por ti. Isto só poderá ser um êxito.
    Um abraço, so
    Santos Oliveira
    Srg.MilºAPes./Ranger

  2. Não tenho comentários a fazer a uma guerra injusta. Apenas e só pretendo recordar… RECORDAR É VIVER!
    (BART 6520/72)

  3. Joaquim Silva, sapador Says:

    Que nostalgia me da estas imagens de Tite.

  4. SILVA SAPADOR, bart/6520/72 Says:

    Sempre que revejo estas imagens, sinto saudades dos meus 20 anos da altura.

  5. José Sobral Says:

    Amigos, congratolu-me com este blog, pois também eu estive em Tite no Bart 2924, de 1970 a 1972, todas estas fotos me são familiares, pois os pontos de pose, são comuns a todos.

    http://www.facebook.com/profile.php?id=100000564284302#!/pages/GUERRA-COLONIAL-PORTUGUESA-1961-1974/102512929796720

    esta é uma página que faço parte no Facebook e onde estão algumas fotos de Tite. Um abraço

  6. José Sobral Says:

    Não tinha conhecimento deste blogue. Fiquei deveras contente com estas fotos, pois foi aqui, em Tite, que estive de 1970-1972 na CCS do Bart 2924.
    Os meus parabéns.

  7. Augusto Miguel Nunes Antunes Says:

    Também eu passei por Tite entre Agosto de 66 e Maio de 68, no comando do pelotão Daimler 1131, pelo que é com muita emoção que vejo estas imagens. Recordo com muita saudade os companheiros, que me fizeram companhia tantas vezes em horas difíceis, vividas na pleinitude da nossa juventude. Um abraço a todos aqueles que ainda pertencem ao mundo dos vivos.

  8. Leandro Guedes Says:

    Agora já séniores, sentimos alguma nostalgia por estes lugares e pelas peripecias passadas. E sempre nos vem à memória os companheiros que por lá ficaram.
    Entre Abril de 1967 e Março de 1969, passámos maus momentos, comemos o pão que o diabo amassou mas conseguimos chegar até aos dias de hoje.
    De qualquer maneira é muito agradavel ver estas fotos e outras que vagueiam pela net.
    A todos os que participam nos blogs entretanto criados, a todos os que comentam, aos visitantes o nosso obrigado . É o sinal que não estamos sós nem esquecidos!
    Leandro Guedes
    http://bart1914.blogspot.com

  9. Raul Soares Says:

    Também passei por TITE, Enxudé, Bolama, Empada, Xime, Ponta Luis Dias, Ponta do Inglês, Jabadá, Nova Sintra e tantos outros lugares.
    É bom vermos estas fotos, ler os comentários e sabermos que não estamos sós neste mundo.
    Passados 43 anos fui á Guiné Bissau e a lugares por onde andei.
    Fiquei triste e com vontade de voltar, mas com mais material escolar para distribuir. Fiquei chocado, por as crianças não terem “NADA”, na escola.
    Uma simples borracha, lápis, caderno escolar dá uma alegria e um sorriso, que nos faz pensar em voltar..
    A vida tem destas coisas e os anos fazem-nos curar feridas, algumas delas muito violentas.
    Vamos todos ajudar as crianças da Guiné Bissau.
    Raul Soares

  10. Jorge Silva Says:

    Os meus verdadeiros amigos, foram todos os companheiros que estiveram comigo em Tite.

  11. por pura coincidencia encontrei este blog acerca de tite, onde cheguei em julho de 1961. As condicoes eram miseraveis mas pouco a pouco as instalacoes foram melhoradas e ao fim da comissao de servico ja eram aceitaveis. Ao ver o fontanario a chamada messe de sargentos, o posto dos cipaios, o armazem do arroz que foi transformado em arrecadacao e paiol das municoes, nao pude conter as emocoes. Aqui mataram -nos o nosso amigo de vale de cavalos- chamusca, no dia 23 de janeiro de 1963. Eu proprio comandei a escolta que levou o caixao ao enxude e o embarcamos num batelao do arroz. E bom que as novas tecnologias nos proporcionam estas oportunidades de podermos reviver coisas dp passado, que embora nao sejam muito agradaveis, contribuiram para a nossa formacao como pessoas uteis a sociedade. Manuel Cerqueira Rodrigues ex 2 sarg mil. 237

  12. Eu tambem tenho algumas fotografias de Tite e gostaria de comunicar com o cavalheiro Santos Oliveira, ex 2 sargento miliciano para trocarmos algumas impressoes sobre a nossa estada nesse inospito lugar a que deram o nome de Tite. Quando la chegamos no verao de 1961, nao fazem ideia das condicoes em que nos alojamos, mas foi o nosso primeiro teste de sobrevivencia. A vida com as suas peripecias torna-se mais interessante e faz-nos meditar em algo superior que nos protege nos momentos dificeis. Eu vivo na california desde 1968, tenho a minha vida organizada ca e vou a portugal regularmente. o meu endereco electronico e como segue:- mancerros@yahoo.com Manuel C. Rodrigues ex 2 sargento mil. do b.c.237

  13. Depois de ter entrado em contacto com este blog, tive a dupla satisfacao de comunicar com colegas da cc153- fulacunda e receber a surpresa dum amigo de tite que me mandou um e.mail e ja estamos a dar noticias um ao outro. Aqueles que vivem em portugal devem comunicar pessoalmente com amigos para que se crie interesse em manter vivas estas trocas de informacao. Politicamente falando, eu nao quero saber se foi justa ou injusta esta guerra. Na altura era o que se tinha de fazer. Defendemos os que la estavam e a integridade da patria. Numca me esquece que no dia em que regressamos a metropole, outubro de 1963, os trabalhadores das obras do quartel, choravam pela nossa partida e nos choravamos por saber que deixava-mos para tras uma incognita. que nao sabiamos o resultado final. No estrangeiro, onde vivo aprendi outra lingua, outras culturas e maneiras de estar e tudo foi facilitado pela experiencia da guine. Quero la voltar antes de morrer.
    Manuel Cerqueira Rodrigues, ex 2 sargento mil. do bc237
    mancerros@yhaoo.com

  14. Mario Palmeira Maia Says:

    Subscrevo por baixo a opinião e comentarios feitos pelo meu amigo e ex-combatente Manuel Cerqueira Rodrigues, para quem aproveito deixar um grande abraço extensivo a todos os ex-camaradas do BC237, PM 19 e DMM 245, destacados em Tite 1961/63
    Mario P Maia

  15. José Carlos Andrade Says:

    Olá a todos.
    Estive em Tite 1970/1972.1º cabo condutor.
    Amigo Sobral tenho ainda 2 fotos contigo. Quando tiver oportunidade enviarei para o teu mail.
    Abraço a todos.

    José Carlso Andrade

  16. eurico neves Says:

    Amigos, também estive em Tite de Maio de 1963 a Maio de 1965.
    Gostei do comentário do amigo Manuel Rodrigues.
    Recordo com nostalgia a vida muito dificil vivida.
    Gostei do que vi.
    Eurico Neves, Furº Mil, eurico.viterbo@sapo.pt

  17. José Maria Sequeira Says:

    Olá amigos.
    Também eu estive em Tite de outubro de 1963 a agosto de 1965.
    recordo com alguma dor aquele tempo de guerra e sofrimento.
    gostei de rever estas imagens.
    José sequeira 1º cabo sapador

  18. valdemar Antunes Says:

    Eu estive em Tite Bart6520/72, tenho algumas fotos incluindo as do meu quarto que levou umas canhoadas. Embrulhei também em Jabadá e 2 vezes em Nova Sintra em visitas que fiz quando dei formação aos operadores cripto.

  19. José Osório Says:

    Para

  20. José Osório Says:

    Para quem esteve em Tite de 70/72, como eu – era dos obuses, aqui vos deixo estas cantigas, cujo autor foi o Alegre e cujos 2 1ºs versos são os seguintes:

    I
    Bimbos, Algarvios e Chaparros
    Da natureza mais afoite
    Nada tememos em cima dos n/ carros
    Somos os olhos da noite

    II
    Vamos pra Bolama
    Gritem todos em geral
    Pra gozar as férias
    Que nos deu o General

    O Pica na Burra
    Que muito tem trabalhado
    Merece passar merece passar
    Um mês descansado

    Abraço

  21. manuel jose dias da silva Says:

    desconhecia este blog,gostei muito de ver estas fotos que me são muito familiares. Estive lá de 1970-72 no B A R T.2924 CCS,primeiro cabo sapador Silva. Um abraço companheiros

  22. também estive em Tite no ano 1965 c.c.797 os camelos o comandante Carlos Alberto Idans Fabião,grande senhor,que infelismente já não está entre nós paz a sua alma.

  23. Não vale apena.tanto sofrimento para nada,

  24. ani juanii Says:

    ke grande angolaaa

  25. jose diogo venançio vaz s condutor 3649 Says:

    tamben estive em tite a minha companhia 797 tenho fotos

  26. eu estive em Tite Abril de 1967 a Março 1969 passei maus momentos, mas em compensação tive lá verdadeiros amigos como irmãos, que ainda nos encontramos todos os anos no almoço de confratenização.

  27. Amancio Fabião Franco Esteves Says:

    Jose Diogo Venâncio, meu pai também esteve em Tite na companhia 797 (dos camelos), ele também tem fotos, se puder fazer contato meu email é amancio.esteves@gmail.com. Meu pai chama-se Nicolau da Silva Esteves e quer muito poder se corresponder com os amigos. Meu nome é Amancio Fabião, em homenagem ao Comandante Carlos Fabião. Abraço!!!

  28. jose diogo venançio vaz s condutor 3649 Says:

    Amançio o meu email jose.diogo.vaz@hotmail.fr um grande abaço au seu pai se tiver telefone mande o numero

  29. Fortunato machado ou furriel machado Says:

    Também por lá andei nos anos out/63 a ago/65. Foi lá que no verão de 64, quando cheguei duma operação a Bonaussa tive o meu primeiro desgosto de amor. Apanhei a maior piela da minha vida. Três dias quase em coma. Sou um ex- furriel mil. Bat 599, pel. Operações e informações. Cump. a todos.

  30. José carlos I. Rodrigues Says:

    Amigo José Osório, eu estive em tite de 6-2-1970 a 18-12-1971 e fiz parte do pelotão daimler “Os olhos da noite” quem fez esses versos foi o Pedro Alegre Irmão do Manuel Alegre (PS), só que os versos que ele fez para o nosso pelotão eram maiores, mencionavam todos os militares do pelotão, o nosso furriel era o Carapinha e o alferes o Amadeu A. Pinto Fernandes mais conhecido pelo “mancha”, infelismente já falecido. Nós todos os anos fazemos um almoço no mês de Maio, este ano foi na torreira “Murtosa” para o ano sou eu a organizar o almoço vai ser no Ribatejo, também já nos falta o camarada Nobre mais conhecido pelo “graxa”. Aqui deixo o meu abraço a todos quantos estiveram em tite e vou ver se da próxima vez meto algumas fotos aqui. um abraço amigo José Osório

  31. Artur Capela Gomes Says:

    eu estive em Nova Sintra e pertencia-mos ao batalhão de Tite eramos a companhia 1802 que construiu os abrigos em nova sintra.um grande abraço a todos os que estiveram na guiné
    Capela condutor auto

  32. Para todos os amigos que passaram

  33. Fortunato machado Says:

    Em Nova Sintra fiz duas ou três “esperas” ou emboscadas. No meu tempo 63/65 era um cruzamento de picadas muito perigoso, pois ligava com Tite, fulacunda e s. João. Mata cerrada. Cumprimentos aos vivos e gloria aos mortos. Recordar também é viver mais.

  34. OLÁ ILIDIO FERNANDO SILVA ROCHA DEVIAS CONHECER O JOÃO COZINHEIRO QUE FOI VULOTÁRIO PARA O MATO

  35. manuel cerqueira rodrigues Says:

    Tenho falado com muitos colegas e todos expressam o desejo de visitar Tite : Problema: nao temos informacao se ha transportes do Enxude para Tite e se porventura existem restaurantes ou alojamentos dignos, no caso de termos de pernoitar ai. Se algum dos camaradas souber algo acerca destes problemas que possam surgir, agradecia a informacao. Manuel Cerqueira Rodrigues, ex segundo sargento do B.C. 237. Meu e,mail= mancerros@yahoo.com

  36. lbseafabio@hotmail.com Says:

    Ola boa tarde
    Sou Lassana Barbosa Seidi, filho de Adulai Seidi, muito obrigado a todos nao tenho foto da minha infancia agradecia se alguem podesse por fotos de aniversario das criansas lbseafabio@hotmail.com
    obrigado

  37. Fernando Manuel Peixoto da Mota Says:

    Ola bom dia ! Fui para Tite com os camaradas que sobraram do Inferno de Gadamael para recuperarmos psicológicamente e fisicamente em junho de 1974 ! Faziamos a protecção á estrada já com tapete asfaltico para o Enxudé ! Posteriormente fui para Bissassema onde construimos a rede de abastecimento de agua á tabanca ! Espero fazer uma visita brevemente a Tite e Gadamael Porto !

  38. Eurico Viterbo Neves Says:

    Estive em Tite entre Maio de 1963 e 1965.
    Agradeço noticias sobre as vossas diligências sobre uma possível visita a Tite.
    Um abraço a todos combatentres.

  39. António Henrique da Silva Sousa Says:

    Estive em Tite, 65/67, era da Companhia de Caçadores 797, “Os Camelos”, Batalhão 1860, e embora tenha encontros anuais desde 1972, sempre no último sábado de Maio, há colegas que nunca foram a esses encontros, tais como o Nicolau, cujo filho fala dele num destes comentários. Eu chamo-me António Henrique da Silva Sousa, mas na Guiné era mais conhecido por Henrique. Abraços para todos combatentes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: