4. Uíge

Regresso ao Puto

Em pleno mar alto.
No longo rasto do navio, além da espuma ficam muitas vidas.
Aportaremos a Lisboa no dia 03 de Maio de 1967.

uige02

Com quatro letras apenas…se traçou o destino de muitos de nós.
Topo do navio denotando já alguma deterioração.
(foto gentilmente enviada por César Dias, Ex Fur. Mil. – B.C. 2885 – Mansoa 69-71)

10 Respostas to “4. Uíge”

  1. josé paracana Says:

    Também no ‘Uíge’ cortei as salsas ondas. Passei por Cabo Verde. Lembro-me de um alferes que entrou para regressar à ‘metrópole’, sentou-se ao balcão do bar do navio, deitou todas as moedas que tinha no bolso, e pediu as ‘bolhas de whiskey’ que a narta comprava! Foi a bebedeira mais rápida que vi apanhar! E um comentário silencioso à ‘guerra’… por ele que não tivera ‘guerra’ no Sal!
    Fabulosas as fotos do blogue.

  2. Fernando Leal Says:

    Também embarquei no Uíge em 23 Set 1970.
    Éramos para aí 500 ou 600 homens. Os soldados (maioria) iam instalados de forma desumana, em péssimas condições nos beliches em porões de carga.
    O embarque no cais Rocha de Conde de Óbidos, foi DANTESCO!!!
    Milhares de pessoas (familiares e amigos) gritavam e choravam!
    Nunca esquecerei esse dia! É a pior recordação que tenho gravada (para sempre) na minha memória!

  3. Manuel Encarnação Says:

    E lá fui eu também. Tenho colado ainda ao nariz o cheiro quente daquele porão. Sorte minha que por ser enfermeiro, passei a dormir na enfermaria nos últimos dias de viagem. Experiências que se entranham, e morrem connosco.
    Um abraço a todos que partilham esta vivência.
    E vão dando noticias!

  4. Lobo (Cart 1660 1967/1968) Says:

    Fiz as duas viagens de ida e volta para a Guiné, no navio Uíge, 6/02/67 e 14/11/1968.
    No regresso da Guiné também vim nos beliches do Porão. Mas como eram apenas 7 dias de viagem, até passaram bem. Com a alegria de voltar à metrópole, a viagem no porão soube-nos melhor do que nos dias de hoje dormirmos num hotel de 5 estrelas…;-).

  5. Joel Viola Pacheco Says:

    Amigos, no capítulo da viagem tive mais sorte que vocês. Fiz ida e regresso de avião.
    Mas paguei esse “luxo”, com 27 meses e 15 dias de comissão, com 21 meses seguidos no mato, por Olossato, Binta, Begene e Gidague e por último a Combis em Bissau.
    Um abraço a todos os ex. combatentes da Guiné.
    VIOLA da CCAV 3568.

  6. José Augusto Oliveira Says:

    Que grande casino na ida e retorno para CO. Pelundo, Teixeira Pinto.

  7. Manuel Moura Alves Says:

    Foi no Uíge que voltámos em meados de Setembro /74
    Manuel Moura
    ex-Furr Milº 2ª CCaç do Bat 4518

  8. Carlos Jorge Ivo da Silva Says:

    Também regressei nele … vivo.

  9. jose antonio Lopes gomes Says:

    Também embarquei no UÍGE em 1969 e felizmente em 23 de Dezembro de 1970 voltei a embarcar de regresso a Pátria Mãe. Mas colegas houveram que não regressaram vivos. CAVALEIRO DE NOVA SINTRA José António Lopes Gomes operador criptografia.

  10. José António Lopes Gomes Says:

    Ex operador cripto e não criptografia como por lapso esta mencionado.Abracos jalg2076@gmail.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: